FATONEWS

Contrariando boato, Marisa Letícia nunca foi servidora do Congresso

Foto: Divulgação

Ex-primeira-dama também não recebia salário de R$ 68 mil como indicava informação falsa amplamente divulgada na internet

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, que morreu no dia 3 de fevereiro, após sofrer um aneurisma cerebral, é alvo de um boato que afirma que ela recebia um salário de R$ 68 mil como servidora do Congresso Nacional. Por conta desse benefício, o seu viúvo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teria entrado com um pedido de pensão após sua morte. De acordo com um levantamento feito pelo UOL, a informação é falsa, pois d. Marisa Letícia não consta nos registros de servidores do Parlamento.

O boato está circulando em redes sociais e no WhatsApp há alguns dias por meio de uma imagem de um suposto pedido de pensão vitalícia feito por Lula, no último dia 13 de fevereiro. Este documento tem um número de protocolo e o logotipo do Congresso Nacional, que teria recebido o tal pedido.

Além de mentirosa, a imagem compartilhada possui erros na sua composição, que impossibilitariam que a informação fosse real. O Congresso Nacional é formado pela união da Câmara dos Deputados com o Senado Federal. Sendo assim, não tem servidores.

O Congresso Nacional, o Senado Federal e a Câmara dos Deputados foram consultados pela reportagem do site por meio de portais da transparência. Em nota, o Senado e a Câmara também desmentiram o caso:

Após pesquisa no cadastro de servidores do Senado Federal, verificou-se que não há qualquer registro em nome da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva.”

De acordo com o sistema de gestão de pessoal da Câmara dos Deputados, a senhora Marisa Letícia Lula da Silva não exerceu qualquer cargo do quadro de pessoal desta Casa.”

Fonte: Notícias ao Minuto

Sobre o editor

Samuel Azevedo
Samuel Azevedo
Trabalhando para trazer a verdade ao público!

A verdadeira informação é a salvação de uma nação livre de injustiças!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *