Detento é flagrado com dez aparelhos celulares no estômago

Dourados - MS, 15 de junho de 2017


Três presos da Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara”, a P1, em Presidente Bernardes, foram surpreendidos com 19 aparelhos celulares escondidos no corpo. Um deles, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) informou nesta terça-feira (13), havia engolido dez celulares.

A partir da descoberta do Núcleo de Inteligência da unidade prisional, os três presos foram submetidos à revista na banqueta detectora de metais, que acionou positivamente, nesta segunda-feira (12).

Dois dos sentenciados escondiam celulares no ânus, segundo a SAP. Um estava com quatro microaparelhos e o outro com quatro celulares de tamanho maior e um microcelular. Ambos expeliram os aparelhos na própria unidade e foram encaminhados a um hospital para verificar a possível existência de mais celulares, porém, nada mais foi constatado.

Após passar pelo exame de raios-X, foram descobertos dez minicelulares com fone de ouvido no estômago do terceiro preso envolvido. No mesmo dia, foi feita a cirurgia de retirada dos objetos e o preso se encontra internado para recuperação, segundo a SAP.

Os aparelhos foram levados à Delegacia da Polícia Civil e as providências, como Boletim de Ocorrência e instauração de Procedimento Disciplinar Apuratório em desfavor dos presos, estão sendo tomadas, de acordo com a pasta estadual.

LOTAÇÃO

Inaugurada em novembro de 1990, a Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” funciona nos regimes fechado e semiaberto de cumprimento de pena.

De acordo com a SAP, a unidade conta com uma população carcerária de 2.041 sentenciados, enquanto a capacidade é para 1.247. Já a Ala de Progressão Penitenciária, que tem capacidade para abrir 204 presos, possui atualmente 198.

Fonte: Correio do Estado

0 Comentários

Os comentários estão fechados.