. . .

Por agilidade, viaturas do Samu ficarão em pontos estratégicos de Dourados

A partir da próxima quinta-feira (12) o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vai deixar ambulâncias em pontos estratégicos das ruas de Dourados. Com base em estudos estatísticos elaborados durante nove meses, a coordenação decidiu lançar o Projeto Start para dar ainda mais agilidade nos atendimentos a vítimas em estado grave.

Coordenador local do Samu, o médico Jony Alisson Bispo de Santana explica que o projeto piloto terá a distribuição de duas viaturas das 16h às 19h. “O primeiro ponto é em frente ao shopping, onde há um recuo no canteiro central da Avenida Marcelino Pires. E o outro é em um posto de combustíveis na frente do estádio da Leda, na Avenida Weimar Gonçalves Torres”, detalha.

TEMPO DE RESPOSTA

Santana afirma que a distribuição dessas viaturas será feita com base em dados estatísticos apurados desde o dia 1º de janeiro deste ano. Foram nove meses de análise das ocorrências atendidas na cidade até a definição dos melhores pontos para que o tempo de resposta dos atendimentos possa ser cada vez menor.

“Objetivo é chegar no menor tempo possível no acidente e dar cobertura a toda cidade. Precisamos também que a população entenda que isso é para casos graves. Não é lugar para consultas, aferição de pressão arterial. Esse projeto vem no objetivo de a gente tentar ser mais ágil no caso grave, seja ele clínico ou traumático, mas a nossa ênfase é na rua, acidente”, ressalta o médico.

TRÂNSITO RUIM

Segundo ele, a média de deslocamento das viaturas do Samu da base, na Rua Hayel Bon Faker, número 3720, até o local onde está a vítima, é de 10 a 15 minutos. “O trânsito de Dourados não facilita”, opina, lembrando casos em que condutores não dão passagem para as ambulâncias pela faixa da esquerda, como estabelece o CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

“Nossa própria educação de trânsito com radares nos impede de ultrapassar. Mesmo com todos os sinais da viatura nós recebemos a multa e depois temos que nos justificar”, revela o coordenador do Samu em Dourados.

COBERTURA LOGÍSTICA

O médico lembra que a ênfase de atendimentos do Samu é traumática, mas atualmente as ocorrências incluem também casos clínicos, desde infarto até doenças neurológicas. “Esse projeto vem no objetivo de a gente tentar o caso grave, seja ele clínico ou traumático, mas a ênfase é na rua, acidente”, destaca.

No projeto piloto, as viaturas ficarão nos dois pontos estratégicos das 16h às 19h de quinta a sábado. Mas a intenção num segundo momento é ampliar essa cobertura, também nos horários compreendidos entre 11h e 13h.

“Os pontos já foram apurados com base nos estudos dos nove meses de gestão”, comenta o médico, que assumiu a coordenação local do Samu no dia 1º de janeiro deste ano. “Vamos dar uma cobertura logística a toda a cidade”.

Fonte: 94FM Dourados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.