. . .

PF cumpre mandados em MS e mais 8 Estados contra fraude na compra de próteses

A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Marcapasso que investiga esquema de corrupção que fraudava licitações na compra de equipamentos para procedimentos médicos, na área de órteses e próteses e de aquisição de materiais especiais em 9 estados e no DF

Cerca de 330 policiais federais cumprem mandados judiciais, sendo 12 mandados de prisão temporária, 41 de condução coercitiva contra empresários e 84 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, Tocantins, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Paraná, Bahia, Ceará, Pará e Mato Grosso. Todos os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Palmas.

De acordo com a Policia Federal, a investigação começou quando os sócios da empresa C. Comércio e Representação de Produtos Médicos e Hospitalares foram presos em flagrante por terem fornecido a Secretaria de Saúde do Estado do Tocantins produtos medicinais com prazos de validade de esterilizacão vencidos.

“No decorrer das investigações, veio à tona um vasto esquema de corrupção que, segundo a PF, seria destinado a fraudar licitações no estado do Tocantins mediante o direcionamento de processos licitatórios. O esquema possibilitava o fornecimento de vantagens ilícitas a empresas, médicos e empresários do ramo, bem como a funcionários públicos da área de saúde, diz a PF, em nota.

As pessoas investigadas poderão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, fraude à licitação, associação criminosa, dentre outros.

O nome da operação faz alusão a um dos itens mais simbólicos e conhecidos da área de cardiologia, o marca-passo. A polícia disse que esse era um dos equipamentos que integravam editais “fraudados” nas licitações.

Fonte: Agência Brasil e G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.