. . .

Bombeiro mencionou ‘explodir viatura no Congresso’, diz testemunha

O 2º sargento do Corpo de Bombeiros Fabrício Marcos de Araújo, preso na madrugada de domingo (3) na Esplanada dos Ministérios depois de ter a viatura que dirigia parada a tiros pela polícia, disse em um grupo de WhatsApp que tinha a intenção de explodir o caminhão no Congresso Nacional. A informação, obtida pelo jornal Correio Braziliense, foi dada por uma capitã que prestou depoimento à polícia na condição de testemunha.

Um dos trechos do auto de prisão, também conseguido pela publicação, diz que o “militar se encontrava-se em estado muito alterado, proferindo frases desconexas e apresentando hálito etílico”. Uma testemunha disse ainda que “o oficial se mostrava muito indignado com a situação do país em geral, e bastante perturbado emocionalmente”.

Araújo, de 44 anos, pegou o veículo de um batalhão em Ceilândia.

Ele responderá por furto qualificado, desobediência, danos ao material da administração militar e tentativa de dano.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.