. . .

Jovem é preso após invadir zoológico e furtar jacaré no interior de SP

Um rapaz de 24 anos foi preso na madrugada deste domingo, 3, quando levava nas costas um jacaré de 1,5 metro, furtado de um zoológico de Americana, no interior de São Paulo. O réptil estava amarrado com cordas e se debatia, enquanto o suspeito caminhava pela rua do Jardim Ipiranga, a cerca de um quilômetro do zoológico. Um morador achou a cena muito inusitada e decidiu acionar a Polícia Militar. A ocorrência, no entanto, foi repassada à Guarda Municipal, que responde pela proteção do patrimônio público.

Os guardas apuraram que o suspeito, Felipe Barbera de Almeida, tinha invadido o Parque Ecológico Municipal, por volta da 1 hora da madrugada, pulando o alambrado para caçar o jacaré. Ele usou um garrote – uma vara com uma corda em que é feito um laço – para amarrar a boca do jacaré, em seu recinto.

Depois de dominar o réptil, o rapaz abriu um buraco no alambrado e saiu, carregando o bicho nas costas. Durante o ataque, tanto o jacaré quanto o ladrão sofreram escoriações. De acordo com a Guarda Municipal, o homem disse que entregaria o animal para outra pessoa, mas não revelou quem seria o destinatário do espécime.

O réptil, da espécie jacaré-do-pantanal, foi levado de volta para o zoológico e passou pela avaliação de um biólogo. Os ferimentos sofridos na boca, durante a amarração, foram tratados. O jacaré foi encaminhado para o setor de isolamento e terá de ficar em quarentena.

O rapaz, que é morador de Santa Bárbara d’Oeste, cidade vizinha, foi autuado em flagrante por furto e crime ambiental. Ele vai aguardar detido na Cadeia Pública de Sumaré a audiência de custódia.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.