. . .

Alemanha: pilotos se recusam levantar voo com migrantes deportados

Exatos 222 voos planejados para sair da Alemanha com destino ao Afeganistão foram cancelados. O motivo, conforme anunciado por jornais alemães nesta segunda-feira (4), é a recusa de pilotos a levantarem voo com migrantes afegãos que tiveram pedidos de refúgio negados. O país também registra um aumento inédito nos recursos contra deportações.

A contagem dos voos cancelados foi divulgada pelo próprio governo, a pedido do partido A Esquerda. Nas contas oficiais, a Lufthansa, e a subsidiária Eurowings, foi a companhia com mais recusas dos pilotos.

Quarenta dos aviões “barrados” estavam no aeroporto de Düsseldorf, no Norte – onde as deportações são consideradas controversas e sempre geram protestos. Outros 140 deveriam sair de Frankfurt, principal aeroporto alemão.

De acordo com o Die Welt, a Alemanha é o principal destino de refugiados da União Europeia. O jornal cita o Departamento de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) ao afirmar que o Departamento de Migração e Refugiados da Alemanha (Bamf) julgou 388.201 pedidos de refúgio, de janeiro a julho de 2017 – mais do que qualquer um dos outros 27 países do bloco. Mais da metade das solicitações processadas pelo Bamf acabaram com recurso na Justiça.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.