. . .

Com Estado sem dinheiro, Reinaldo paga R$ 1,1 milhão por shows de Almir Sater

Mato Grosso do Sul fechou o quinto bimestre com déficit de R$ 352 milhões nas contas públicas e a população sofre com a falta de dinheiro para áreas essenciais, como a saúde. No entanto, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai gastar R$ 1,133 milhão com shows do músico Almir Sater, 61 anos, um dos principais artistas regionais.

O valor não inclui a contratação do filho do cantor, Gabriel Sater, que deverá receber R$ 42,6 mil para fazer shows neste ano, incluindo o Festival de Inverno de Bonito.

A parceria entre o tucano e Almir vem desde o início da atual gestão, em 2015, quando ele foi contratado para se apresentar por R$ 128,5 mil no Festival de Bonito. O valor foi o dobro do desembolsado em 2013, na gestão de André Puccinelli (PMDB), que pagou R$ 65 mil pela apresentação do músico. Em 2014, não houve desembolso de dinheiro público para o artista.

Em 2016, o Governo estadual pagou R$ 75,4 mil pela apresentação do cantor em Campo Grande.

No entanto, neste ano, com a parceria entre Reinaldo e Almir Sater deslanchou de vez. O músico compôs a canção “Coração do Brasil” para marcar as comemorações dos 40 anos de criação do Estado de Mato Grosso do Sul, celebrada em 11 de outubro deste ano.

O cantor informou que a composição foi “fácil” e não cobrou direitos autorais do Governo do Estado.

Só o show de apresentação da música, feito para convidados no dia 14 de setembro deste ano no Palácio Popular da Cultura, custou R$ 89,8 mil, conforme o Portal da Transparência do Governo.

Sater acabou contratado para fazer o restante dos shows para marcar a celebração dos 40 anos, que vão ocorrer até 21 de dezembro deste ano. Uma das maiores celebridades da atualidade no Estado receberá mais R$ 703,3 mil pelos shows em Ponta Porã, Jardim, Rio Verde do Mato Grosso, Nova Andradina, Dourados, São Gabriel do Oeste, entre outras.

No total, só neste ano, o Governo deverá repassar R$ 1.133.481,00 para Almir Sater. Deste total, R$ 262 mil foram pagos até sexta-feira. O filho do músico, Gabriel, receberá mais R$ 42,6 mil.

Não há nada contra a contratação do músico regional. No entanto, considerando-se que as contas estão no vermelho, com déficit de R$ 352 milhões, o governador deveria adotar um rigoroso programa de contenção de despesa.

Desde a crise financeira de 2015, o MPE (Ministério Público Estadual) conseguiu suspender shows e festas em cidades do interior para evitar desperdício do dinheiro público.

O caso de maior repercussão foi a Festa da Farinha em Anastácio, que a Justiça proibiu o desembolso de dinheiro público para bancar as atrações nacionais do evento. No entanto, a tradicional festa ocorreu sem um tostão de dinheiro público e com patrocínio de empresários locais.

Na ocasião, o magistrado considerou que o prefeito deveria priorizar o dinheiro para comprar remédios, garantir educação e resolver o problema do aterro sanitário.

MS não tem apenas as contas no vermelho.

A população sofre com a falta de remédios nos postos, de vagas em hospitais e de exames pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A Caravana da Saúde está prevista desde abril deste ano e não será realizada neste ano por falta de recurso. O mutirão é uma “benção” na vida de quem espera por anos desde uma simples consulta médica até uma cirurgia de catarata.

Reinaldo não é o primeiro a causar polêmica por investir dinheiro no espetáculo. O então governador Zeca do PT enfrentou a fúria de parte da sociedade ao destinar R$ 1 milhão para  Escola de Samba Salgueiro, do Rio de Janeiro, para divulgar o Estado e enfrentou protestos ensurdecedores.

Bom, pelo menos, até o momento, não houve revolta com o pagamento de R$ 1,1 milhão ao músico Almir Sater, talvez seja pela nobreza do nosso grande artista.

No entanto, Reinaldo segue a lógica de Maquiavel, pode faltar muita coisa, mas não falta o circo.

Até o momento, não houve manifestação do MPE sobre o gasto milionário. Ou seja, está tudo bem!

Fonte: O Jacaré

Posted in MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Garotas FN

O Editor

Samuel Azevedo

Oferecemos aos nossos leitores links para reportagens e artigos, da imprensa nacional e internacional, que consideramos informativos e de boa qualidade. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site.