seg. out 22nd, 2018

Estes são os melhores alimentos para o cérebro do seu bebê

Desde a gravidez aos primeiros anos de vida do bebê, muitas questões se levantam e todo o cuidado por parte dos pais parece pouco.

A alimentação é uma das áreas que mais questões pode levantar e, para alertar sobre a importância que este fator tem no desenvolvimento do cérebro do bebê, a Academia de Pediatras Americana publica um conjunto de medidas que se foca na alimentação nos primeiros mil dias de vida do bebê, já que esta é uma fase crucial no neuro-desenvolvimento da criança e saúde mental a longo termo. Além disso, o tipo de alimentação a que o bebê é primeiramente exposto irá prevenir riscos de doençascomo obesidade, hipertensão e diabetes, por exemplo.

Falemos de alimentos em concreto: o leite materno deve ser dado até aos seis meses de idade. A partir daí, o leite deixa de responder às necessidades do bebê pelo que, se a mãe quiser continuar a amamentar, deve ter em conta e acrescentar os nutrientes necessários ao filho através da suplementação com zinco e ferro indicada pelo seu pediatra. O recém nascido está muito propício a déficit de nutrientes.

Em vez da suplementação, complementar o leite materno com a introdução de purês de carne ou cereais infantis, é outra forma de garantir os nutrientes necessários no primeiro contato do bebê com alimentos.

A seguir ao leite materno, a melhor alimentação é aquela que é o mais variado possível. Esqueça os super alimentos para bebês, que prometem garantir todos os nutrientes necessários: nenhum alimento será tão eficaz quanto a conjugação certa de vários. É importante que as refeições incluam carne ou outra fonte de proteína, bem como frutas e vegetais, que contenham diferentes tipos de vitaminas e minerais.

É no primeiro ano de vida que se nota o maior desenvolvimento no cérebro do bebê, que conta com uma infinita quantidade de novas ligações entre os neurônios, daí a importância desta fase.

Fonte: Notícias ao Minuto

Notícias Relacionadas :::