seg. nov 19th, 2018

Justiça obriga David Copperfield a revelar truque em que faz o público desaparecer

Um processo por negligência movido por um espectador obrigou o mágico David Copperfield a revelar um de seus truques, segundo o jornal The Guardian. O ex-chef britânico Gavin Fox assistia a um show em um cassino em Las Vegas em 2013, quando foi escolhido pelo mágico para participar de um de seus truques, que consistia em fazer vários membros do público desaparecerem. Mas um acidente durante sua participação causou uma lesão cerebral e vários ferimentos que ele teve de tratar na sala de cirurgia. Esses danos, que segundo ele custaram mais de 300 mil euros (1 milhão de reais) em assistência médica, o fizeram levar o mágico a julgamento e exigir uma indenização milionária.

No truque, chamado Lucky 13, Copperfield faz desaparecer do palco 13 pessoas escolhidas aleatoriamente no público. Para surpresa dos espectadores, os participantes aparecem de repente na parte de trás do teatro, logo atrás da plateia.

Os advogados de Copperfield não chegaram a um acordo com o autor da ação antes do julgamento para evitar que os segredos do truque fossem revelados. O produtor executivo do mágico, Chris Kenner, explicou em um tribunal de Las Vegas que os participantes são conduzidos por um sistema de corredores escuros, internos e externos, desde o palco até o lugar onde reaparecem. Segundo detalhou, passavam até pela cozinha. “Tudo isso bem a tempo de entrar novamente na parte de trás do teatro e mostrar seu reaparecimento”, explicou Kenner.

“Isso é uma corrida de obstáculos?”, perguntou o advogado do autor. “Não”, respondeu Kenner, cuja empresa também é processada pelo mesmo caso. O advogado de Fox defendeu que em nenhum momento explicaram a seu cliente como o truque seria realizado e ele perguntou a Kenner se a condição física e o calçado dos participantes foram avaliados. Kenner simplesmente negou que levar os voluntários por aquela rota fosse perigoso. David Copperfield fez o truque “com sucesso” por mais de 15 anos e com mais de 100.000 participantes.

Fonte: El País

Notícias Relacionadas :::