FATONEWS

Bolsonaro garante Escola Militar para Dourados

O presidente eleito Jair Bolsonaro se comprometeu com o deputado Geraldo Resende (PSDB) em construir um Colégio Militar (CM) em Dourados. O compromisso foi firmado nesta quarta-feira (05), em reunião de Bolsonaro com a bancada do PSDB, quando o partido se comprometeu a apoiar pautas reformistas do próximo governo.

A construção de Colégios Militares em todas as capitais dos Estados foi uma promessa de campanha do presidente eleito. Como Campo Grande já tem uma unidade, o deputado Geraldo Resende apresentou o pleito da construção da escola em Dourados. “Setores militares, a sociedade civil, profissionais liberais que estudaram em Colégios Militares no passado e empresários me procuraram para apresentar essa proposta para o Bolsonaro e ele de pronto acatou”.

O presidente eleito pediu para o parlamentar já começar a procurar terreno a ser doado pela Prefeitura ou pelo Governo do Estado para a construção do Colégio Militar de Dourados. “Coloque na sua conta. Veja a doação de um local para construirmos lá. Compromisso”, afirmou Jair Bolsonaro a Geraldo Resende.

Atualmente já existem 13 Colégios Militares pelo país, eles são geridos pela Diretoria de Educação Preparatória e Assistência, por subordinação ao Departamento de Educação e Cultura do Exército. “A implantação de um Colégio Militar, além de proporcionar uma educação de altíssima qualidade com indicadores comprovados, muda o ambiente do entorno da escola com a disciplina militar. Existem vários exemplos que até os índices de violência diminuíram em bairros com um colégio. Vou trabalhar para que tenha orçamento para essa construção”, argumentou Geraldo.

Para Geraldo Resende “os Colégios Militares formam estudantes competitivos, que podem disputar vagas em instituições bastante concorridas como o Instituto Militar de Engenharia, o IME e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica, o ITA, além de outras universidades federais com os alunos das melhores escolas particulares”.

Os Colégios Militares apresentam índices superiores as outras escolas públicas. Os CM’s têm como características além da conhecida disciplina militar, professores capacitados. A Unidade do Rio de Janeiro, por exemplo, está entre as 10 melhores escolas, a do Amazonas é o segundo melhor Índice de Desempenho do Estado e muito superior a média nacional. O Colégio Militar de Brasília vem encabeçando o Ideb a vários anos.

No Colégio Militar de Salvador (BA), 90% dos professores tem alguma pós-graduação, 40% são mestres ou doutores e todos tem dedicação exclusiva para o colégio. O Colégio Militar de campo Grande tem mil alunos e oferece ensino do 6° ano do fundamental até o 3° ano do ensino médio.

Dourados é a sede do projeto-piloto da implantação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). Este é um investimento de mais de R$ 12 bilhões, que tem como objetivo o monitoramento integrado e com alta tecnologia dos limites com os países vizinhos, principalmente as fronteiras secas. “Com o Colégio Militar em Dourados estaremos ofertando mais condições para as famílias daqueles integrantes das Forças Armadas, que estão vindo para a cidade, possibilitando até condições de permanecerem por mais tempo em nossa cidade”, defendeu Resende.

“Quando você visita um Colégio Militar, outros fatores que impressionam são os múltiplos espaços como salas de informática, laboratórios e quadras poliesportiva e todos extremamente bem conservados. Quero uma estrutura dessa em Dourados”, finalizou Resende.

Fonte: DouradosAgora

Sobre o editor

Maryone Azevedo
Maryone Azevedo
Trabalhando para trazer a verdade ao público!

A verdadeira informação é a salvação de uma nação livre de injustiças!