FATONEWS

Continuam reclamações sobre o aumento na conta de luz em Dourados

As reclamações sobre o aumento nas contas de luz dos moradores de Mato Grosso do Sul contra a Energisa, continuam. Só em Dourados, até o dia 1° de fevereiro, o Procon registrou 206 reclamações.

De acordo com moradores da cidade, além do mês de dezembro, a conta referente ao mês de janeiro, com vencimento em fevereiro, também veio com valor abusivo. A população alega que o aumento não é justo, já que muitas pessoas sequer, têm ar-condicionado em casa e nem filhos, e a rotina segue normal dos meses anteriores.

“Chegou a conta de janeiro. O aumento continua. Quanto mais economia se faz, mais sobe. Chuveiro com esse calor! Só frio… Aumento de consumo dobrar em 4 meses!? No mínimo estranho. A progressão de aumentos nos deixa com dúvidas quanto a idoneidade da Energisa, porque todos temos uma noção muito boa do que consumimos.”, disse Rodrigo Filipini na rede social.

Outra moradora também fez o desabado na rede social. De acordo Gisely Almeida, no dia 23 de janeiro ela foi até o Procon, e ontem (7), recebeu a resposta de que a culpa do aumento na energia era porque os utensílios domésticos dela estão velhos.

 “Fui ao Procon dia 23/01 ontem (7) recebi a resposta…meus utensílios domésticos estão “velhos”, é necessário fazer atualização deve ser nas lojas?”

Além disso, ela diz que foi até a Energisa e que é possível fazer o parcelamento na conta, porém, tem juro de 1%.

“Fui até a Energisa…só existe o parcelamento, a entrada e mais 4x divididos com 1% juros. Resumindo se eu aceitar o parcelamento irei pagar 78 reais a mais com entrada e mais os juros.”

Protesto

No dia 21 de janeiro, dezenas de douradenses fizeram protesto em frente à Energisa, empresa que atente 94 dos 97 municípios sul-mato-grossenses, querendo respostas sobre o valor alto nas contas de luz.

Prazo do MP

Por causa das frequentes reclamações, foi estabelecido prazo de dez dias – que vence na semana que vem – para que a Energisa explique ao Ministério Público Estadual e ao Procon sobre a alta nas contas de energia dos consumidores de Mato Grosso do Sul, principalmente do mês de janeiro.

O diretor do Procon em Dourados, o procurador Mário Julio Cerveira, explicou que em algumas situações, há evidências claras de erros nos cálculos feitos pela Energisa.

Além do Procon, as denúncias também estão sendo feitas no Ministério Público. De acordo com promotor de Justiça Eteocles Brito Mendonca Dias Júnior, foi instaurado um procedimento para examinar as denúncias, já que, todos os dias são registradas reclamações sobre o aumento nas contas de luz. Ainda conforme o promotor, também será solicitado o apoio da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Inmetro vai verificar medidores de energia elétrica

Além disso, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) informou que vai analisar os relógios medidores de energia elétrica de imóveis onde houve diferenças exorbitantes nos valores da conta de luz. Os casos devem ser tratados individualmente.

Essa decisão foi informada no dia 23 de janeiro, durante reunião entre o Ministério Público, a Defensoria Pública, Procon, Inmetro e a Polícia Federal.

Como fazer a denúncia

Para realizar a denúncia é preciso que o consumidor procure o Procon com os últimos três comprovantes de residência, mais a conta de luz que está alterada e, se possível, tirar foto do medidor de energia e levar a imagem impressa. Além disso, o morador deve levar junto os documentos pessoais. Caso a unidade consumidora estiver no nome de outra pessoa é preciso ir até o Procon e solicitar uma autorização para que o responsável assine.

Fonte: 94FM Dourados

Sobre o editor

Samuel Azevedo
Samuel Azevedo
Trabalhando para trazer a verdade ao público!

A verdadeira informação é a salvação de uma nação livre de injustiças!