FATONEWS

Presos ‘julgam’ por videoconferência e mandam executar adolescente

Tiago da Silva de Jesus, 17 anos, teve a morte ordenada por presos em Campo Grande. O ‘julgamento’ foi feito via videoconferência em uma casa do Jardim Botânico e o motivo seria rixa entre duas facções criminosas, PCC (Primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho).

Conforme as informações da Polícia Civil, Tiago era ligado ao CV e, sem saber, se envolveu com pessoas ligadas ao PCC. “Quando essas pessoas descobriram que ele era ligado ao Comando Vermelho, fizeram uma emboscada e o sequestraram”, conta o delegado Ricardo Meirelles.

Após cerca de 12 horas mantido em cárcere privado no Jardim Botânico, foi realizado um ‘julgamento’ com os presos do PCC. “Após várias perguntas, eles pediram o Facebook e senha dele para confirmar a ligação e depois, de dentro do presídio, determinaram a execução”, afirmou Meirelles. Tiago foi agredido no local e foi morto no trajeto. O corpo foi deixado em uma rua do bairro Aero Rancho.

Depois de ser assassinado, um dos presos teria ligado para a irmã de Tiago usando o celular da vítima para dizer sobre o assassinato. Ele ainda teria enviado o link de uma matéria de um jornal local para confirmar a morte de Tiago.

Nesta quinta-feira (21), a Polícia Civil esteve na residência onde aconteceu o julgamento. Durante a investigação, um quinto envolvido na morte de Tiago, um rapaz identificado como ‘Simpson’, foi detido.

A polícia identificou durante a investigação, os quatro envolvidos no crime. Felipe Uchoas Barão, conhecido como Siri, Matheus Henrique de Oliveira Moraes, o ‘Acerola’, Matheus Pereira Fernandes e Dorvaci Nogueira Bezerra, vulgo Bugão, que cedeu a casa para o ‘julgamento’.

Simpson foi indiciado, colaborou com a investigação contando detalhes do crime e responderá, por enquanto, em liberdade. A Polícia Civil já tem a identificação dos mandantes do crime e continua com as investigações.

Leia também:  Em busca de mais dinheiro, prefeitura vai mudar nome da Guarda Municipal

O corpo de Tiago foi encontrado com um corte profundo no pescoço, em uma calçada, do bairro Aero Rancho, no dia 8 de janeiro. Uma moradora da região chamou a polícia depois de desconfiar do homem, que aparentemente, dormia na calçadaCom a chegada da polícia foi percebido, que ele estava morto e que havia sinais de violência no pescoço, o que poderia indicar uma possível luta entre o agressor e a vítima. Cordas foram encontradas aos pés da vítima, que tinha um cobertor que cobria o rosto e parte do corpo.

Fonte: Midiamax

Sobre o editor

Maryone Azevedo
Maryone Azevedo
Trabalhando para trazer a verdade ao público!

A verdadeira informação é a salvação de uma nação livre de injustiças!