Em busca de mais dinheiro, prefeitura vai mudar nome da Guarda Municipal

Ainda neste ano, a Guarda Municipal de Campo Grande vai agir como polícia e trocar o nome para Polícia Metropolitana, como já ocorre em grandes cidades, como São Paulo, por exemplo. Mês que vem os servidores da força, em torno de 400, que completou 28 anos nesta sexta-feira (10), farão rondas armados.

A mudança no nome é debatida no Congresso Nacional, mas a prefeitura quer adiantar o assunto. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse acreditar que a mudança para Polícia Metropolitana será um meio de o município conseguir recursos federais.

“Com a Polícia Metropolitana em ação estaremos agindo diretamente na segurança pública”, afirmou o prefeito.

Quando criada, a Guarda Municipal atuava somente no trânsito e em questões ambientes, depois na vigia de prédios municipais e, em 2014, saiu para as ruas e hoje combate o tráfico de droga na cidade.

Até dezembro deste ano, a prefeitura deve receber R$ 8 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para a compra de armamento e viaturas.