terça-feira, agosto 14

Tag: corrupção

Suíça confisca conta ‘símbolo’ da Lava Jato no País

Suíça confisca conta ‘símbolo’ da Lava Jato no País

Economia
O Ministério Público de Berna, na Suíça, confiscou, de forma definitiva, a conta de uma empresa de fachada que, segundo as investigações, havia sido aberta pela Odebrecht para pagar as propinas na Petrobrás. Se os valores que restaram na conta - cerca de US$ 2 milhões - são baixos comparado aos montantes já descobertos pela Operação Lava Jato, o confisco da conta é simbólico para uma parcela dos investigadores suíços. Foi por meio dela que a Lava Jato começou a desvendar a logística de pagamento da Odebrecht, investigação que culminou na prisão de Marcelo Odebrecht, herdeiro da empreiteira. O dinheiro confiscado depois de uma longa batalha judicial encerra um capítulo que mudou os rumos da Lava Jato e levou à delação de 78 executivos ligados à Odebrecht. O dinheiro está depositado no
Justiça terá que ‘entregar’ outra cabeça após prisão de Lula

Justiça terá que ‘entregar’ outra cabeça após prisão de Lula

Brasil, Destaque
O presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves podem ser os próximos alvos do Judiciário após a prisão de Lula. Pelo menos é esta a sensação que corre no universo político brasileiro, segundo informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de São Paulo. Nos bastidores políticos, corre a notícia de que a Justiça pode ser pressionada a 'entregar' outra cabeça, tão coroada quanto a do ex-presidente e também envolvida em processos. A ordem de prisão do líder petista foi determinada em tempo recorde pelo juiz federal Sérgio Moro na última quinta-feira (5) um dia após a decisão deliberada pelo Supremo Tribunal Federal, que por um placar de 6x5 negou o recurso de habeas corpus solicitado pela defesa de Lula, abrindo caminhos para a sua prisão após condenação em segunda instância. Logo,
Justiça acata denúncia da Força-Tarefa contra Puccinelli, Giroto e mais três

Justiça acata denúncia da Força-Tarefa contra Puccinelli, Giroto e mais três

MS, Slider
A Justiça de Mato Grosso do Sul acatou mais uma denúncia da Força-Tarefa do MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) contra o ex-governador André Puccinelli (MDB), o ex-deputado federal e ex-secretário de Obras Edson Giroto, os empresários João Alberto Krampe Amorim dos Santos, João Roberto Baird e o ex-titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), André Luiz Cance. A publicação consta no Diário da Justiça desta quinta-feira (5). Os cinco agora são réus por mais uma ação de improbidade administrativa, por violação aos princípios administrativos. De acordo com a decisão, “não se mostrando manifestamente descabida a pretensão ministerial, é indispensável o prosseguimento da ação para apurar se de fato houve ou não, a alegada improbidade administrativa, razão pel
A Procuradoria-Geral da República pediu a revogação de prisões da Operação Skala

A Procuradoria-Geral da República pediu a revogação de prisões da Operação Skala

Brasil
A PGR (Procuradoria-Geral da República) solicitou neste sábado (31) ao ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), a revogação das 13 prisões da Operação Skala, que, entre outros, prendeu dois amigos do presidente Michel Temer. As prisões temporárias dos alvos da operação terminariam na próxima segunda-feira (2). A decisão para soltar os presos caberá ao ministro Barroso, relator do inquérito que investiga se Temer beneficiou com um decreto empresas do setor portuário em troca de propina. Ao pedir a revogação, a PGR afirma que o objetivo das prisões, de instruir as investigações em curso, já foi cumprido. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, explicou no pedido que todos os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos, exceto as prisões
‘Vou ver o que posso fazer’, disse Temer, segundo dono da Rodrimar

‘Vou ver o que posso fazer’, disse Temer, segundo dono da Rodrimar

Destaque, Política
O empresário Antônio Celso Grecco, dono da Rodrimar, afirmou à Polícia Federal, em depoimento nesta quinta-feira, 29, que ouviu do presidente Michel Temer (MDB) uma promessa em relação ao embargo de uma obra no Porto de Santos (SP) de interesse do grupo empresarial.“Vou ver o que posso fazer.” “O declarante tinha como projeto realizar o processo de adensamento com a área vendida para a JBS (Rishis), junto aos órgãos públicos, mas jamais disse para Joesley ou Saud que iria conseguir isso com o presidente Temer; que a resposta do presidente foi simplesmente ‘vou ver o que posso fazer’.” Grecco completou com uma ressalva. “Até a presente data nada foi feito em relação ao adensamento.” O dono da Rodrimar pediu um habeas corpus ao Supremo. A relatora sorteada é a ministra Rosa Webe
Raquel Dodge pede que Supremo receba denúncia contra Aécio Neves

Raquel Dodge pede que Supremo receba denúncia contra Aécio Neves

Política
Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, acusou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) de usar o cargo para atingir objetivos espúrios e reiterou o pedido para que a Corte receba a denúncia apresentada contra o tucano pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça no âmbito da delação feita por executivos da J&F. Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista e é acusado de tentar atrapalhar o andamento das investigações da Operação Lava Jato. Além de Aécio Neves, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou no ano passado Andrea Neves da Cunha, irmã de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador conhecido como Fred, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor par
EUA querem falar de combate à corrupção na América Latina

EUA querem falar de combate à corrupção na América Latina

Destaque, Mundo
Os Estados Unidos pretendem fazer do combate à corrupção um tema prioritário no encontro do presidente Donald Trump com líderes da América Latina, na próxima Cúpula das Américas, em abril. O país anfitrião do evento, o Peru, acaba de ver seu presidente eleito, Pedro Pablo Kuczynski, renunciar ao cargo, sob suspeita de ter recebido propina da construtora brasileira Odebrecht - num desdobramento da Operação Lava Jato, que já rendeu acusações contra políticos e agentes públicos de pelo menos dez países da América Latina. De acordo com o Departamento de Estado americano, porém, a renúncia de PPK, como é conhecido o ex-mandatário, não comprometeu os preparativos para o evento. A Cúpula das Américas foi criada pela OEA (Organização dos Estados Americanos) e ocorre periodicamente para debat
Fachin manda soltar aliado de Geddel cujas digitais estavam nas malas de dinheiro do bunker

Fachin manda soltar aliado de Geddel cujas digitais estavam nas malas de dinheiro do bunker

Política
O ex-diretor-geral da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz, foi solto da prisão domiciliar que cumpria na casa dele, na capital baiana, no sábado (3). A decisão de soltura foi do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, na sexta-feira (2). Ferraz cumpria prisão domiciliar desde o dia 23 de outubro do ano passado e passou a usar tornozeleira eletrônica no dia 16 de novembro de 2017, após o governo baiano adquirir os equipamentos. Antes disso, ele chegou a ser preso em regime fechado, junto com o ex-ministro Geddel Vieira Lima, mas depois a prisão foi convertida em domiciliar. O advogado de Ferraz, Pedro Machado de Almeida Castro, informou que a decisão de soltura foi após pedido da defesa, com a justificativa de que ele não oferece risco e colaboro
Depois de 14 anos no STF, inquérito contra Jucá é arquivado

Depois de 14 anos no STF, inquérito contra Jucá é arquivado

Destaque, Política
Depois de 14 anos de tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), foi arquivado nesta segunda-feira um inquérito que investigava o senador Romero Jucá (MDB-RR) por crimes de peculato. O ministro Marco Aurélio Mello, relator da apuração no STF, determinou o arquivamento com base em um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo a qual não foram encontrados, até o momento, indícios de que Jucá cometeu os delitos e que as infrações, supostamente cometidas entre 1999 e 2001, já teriam prescrito. À época, o senador era filiado ao PSDB. O Código Penal determina que o crime de peculato, cuja pena máxima é de 12 anos de prisão, prescreve em até 16 anos, contados desde o cometimento do delito. Dezessete anos transcorreram desde o suposto crime de Romero Jucá e o arquivamento pedido
Raquel Dodge pede arquivamento de inquérito contra Serra no STF

Raquel Dodge pede arquivamento de inquérito contra Serra no STF

Destaque, Política
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se manifestou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo o arquivamento de um inquérito que investiga o senador José Serra (PSDB-SP). A investigação, baseada na delação premiada de Joesley Batista e outros executivos da JBS, apura supostas irregularidades envolvendo a prestação de contas à Justiça Eleitoral durante a campanha do parlamentar à presidência da República em 2010. Segundo a PGR, que foi autora do pedido de inquérito em julho de 2017, o delito em questão prevê a pena máxima de 5 anos de reclusão. Como Serra tem mais de 70 anos de idade, os prazos levam à prescrição do possível delito em seis anos, "ou seja, desde o requerimento de abertura do inquérito, o fato estava prescrito, portanto não há como prosseguir com a investigaçã