terça-feira, agosto 14

Tag: Eleições 2018

Após um mês preso, Lula lidera intenção de votos; sem ele Bolsonaro vence em quase todos os cenários

Após um mês preso, Lula lidera intenção de votos; sem ele Bolsonaro vence em quase todos os cenários

Política, Slider
O ex-presidente Lula, preso na superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril, continua liderando a corrida eleitoral deste ano segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira. No levantamento estimulado (no qual os pesquisadores mencionam o nome dos candidatos) o petista está à frente dos demais concorrentes no primeiro turno com 32,4 % das intenções de voto. Ele é seguido por Jair Bolsonaro (PSL) com 16,7%, Marina Silva (Rede) com 7,6%, Ciro Gomes (PDT) com 5,4% e Geraldo Alckmin (PSDB) com 4%. Os demais candidatos, dentre eles o presidente Michel Temer (PMDB), não alcançaram 1% da preferência dos eleitores. Lula também lidera as simulações de segundo turno, vencendo Alckmin (44,9% a 19,6%), Bolsonaro (45,7% a 25,9%), Henrique Meirelles (47,1% a 13,3%), Marina
Faltas de Bolsonaro ao trabalho quadruplicam, aponta jornal

Faltas de Bolsonaro ao trabalho quadruplicam, aponta jornal

Política
Pré-candidato à Presidência da República, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) está com a agenda cheia de viagens desde o ano passado. Levantamento feito pelo jornal Folha de São Paulo indica que  suas faltas a sessões na Câmara dos Deputados aumentaram quatro vezes em 2017, na comparação com o ano anterior. Suas propostas caíram pela metade no mesmo período, segundo a pesquisa. De 119 dias de sessão que exigiam presença obrigatória, Bolsonaro não foi e não justificou a falta em 16, que representam 13,5% do total. Os dados foram fornecidos pela Câmara dos Deputados ao jornal. Entre os presidenciáveis que têm mandato legislativo – a saber Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os senadores Alvaro Dias (Podemos-PR) e Fernando Collor (PTC-AL) e a deputada estadual Ma
Polêmico: Veja frases de Jair Bolsonaro durante coletiva em Dourados

Polêmico: Veja frases de Jair Bolsonaro durante coletiva em Dourados

Destaque, Política
A visita do deputado federal e pré-candidato a presidência da República Jair Bolsonaro foi marcada por manifestações de apoio, carreata e reunião com produtores rurais nesta quinta-feira (7/2). Além disso, o parlamentar disparou respostas polêmicas durante a entrevista coletiva realizada no Sindicato Rural de Dourados. Veja algumas dessas frases: Apoio político – “Quero, mas de todo aquele que não queira colocar as mãos nos cofres públicos”. Reforma da previdência – “Dessa maneira que está, não conta com meu apoio. Quer quebrar o trabalhador para salvar o Brasil? Vai quebrar os dois”. Auxílio moradia - “Eu sou o mais barato em Brasília, apartamento é pequeno”, citando os tipos de auxílio existentes e o que recebe durante a sua estadia na Capital Federal. Reintegração
Bolsonaro: “Se eu assumir, índio não terá mais 1cm de terra”

Bolsonaro: “Se eu assumir, índio não terá mais 1cm de terra”

Dourados
O deputado federal e pré-candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde desta quinta-feira em Dourados que não pretende demarcar terras indígenas, caso dispute e vença as eleições de outubro próximo. A afirmação foi dada durante entrevista na sua chegada ao Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, onde palestrará aos produtores rurais. Na opinião do parlamentar, a população indígena é manipulada por agentes políticos e organizações não governamentais para entrar em conflito por grandes propriedades rurais. “As ONG’s e o governo estimulam o índio para o conflito. Se eu assumir como presidente da República, não haverá um centímetro a mais para demarcação. Na Bolívia temos um índio como presidente, porque aqui eles precisam de terra?”, disse aos repór
Voto nulo nas eleições 2018: O que fazer quando não temos escolha?

Voto nulo nas eleições 2018: O que fazer quando não temos escolha?

Artigo
Nunca antes da história deste País tantas pessoas quiseram anular o voto. Basta ver os dados da Datafolha, divulgados nesta quarta-feira (31). Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na jogada - como ao que tudo indica vai acontecer -, o percentual dos que pensam em votar branco ou nulo, que já era expressivo, salta mais de dez pontos "e passa a ser a resposta da maior parte dos brasileiros -- alcança 32% do total dos eleitores em cenário onde Jair Bolsonaro (PSC) lidera a corrida com 20%", como pontuam Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha, e Alessandro Janoni, diretor de pesquisas do Datafolha, em análise publicada pela Folha de S.Paulo. O resultado da pesquisa reflete a crise que vive a democracia brasileira. Há diversos fatores para o voto nulo. Neste caso, o índice dob
Lula mantém índices de intenção de voto para presidente, segundo Datafolha

Lula mantém índices de intenção de voto para presidente, segundo Datafolha

Política
Após ter a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve os índices de intenção de voto na corrida presidencial que tinha em dezembro, segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na madrugada desta quarta-feira, 31, pela Folha de S.Paulo. O petista lidera os cinco cenários em que é incluído com 34% a 37% da preferência do eleitorado - mesma faixa do levantamento de dezembro. O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vem em segundo lugar, com 15% a 18% das intenções de voto - no mês passado, o parlamentar tinha entre 17% e 18%. A pesquisa foi feita na segunda-feira, 29, e na terça-feira, 30 - após, portanto, o julgamento no TRF-4, que ocorreu na quarta-feira, 24, e que pode t
Marqueteiros de Trump se recusam a assessorar campanha de Bolsonaro

Marqueteiros de Trump se recusam a assessorar campanha de Bolsonaro

Política
Em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tentou, em vão, contratar a agência americana Cambridge Analytica, responsável pela campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. Sondada por emissários do presidenciável brasileiro, a empresa pediu um tempo para analisar o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais. Passados três meses, mandou avisá-lo que optou por recusar qualquer proposta para assessorá-lo na corrida ao Planalto. Avaliaram se tratar de um candidato com imagem “ruim”. Questionado, o deputado desconversou sobre a abordagem. “Se alguém procurou esta agência, foi sem minha autorização. Não tenho dinheiro para contratar uma empresa dessas”, afirmou. Se migrar para o PSL, como anunciado, Bolsonaro terá R$ 3 milhões para usar na
Juíza determina que TSE inscreva candidaturas avulsas nas eleições

Juíza determina que TSE inscreva candidaturas avulsas nas eleições

Política
A juíza eleitoral Ana Claudia Veloso Magalhães, do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás, concedeu uma liminar determinando que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faça inscrições de candidaturas avulsas — não vinculadas a partidos políticos — nas eleições gerais deste ano, em outubro. A decisão acolhe um pedido feito pelo advogado Mauro Junqueira e pela União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf). Em setembro do ano passado, Junqueira já havia obtido uma liminar também no TRE de Goiás para registrar sua candidatura nas eleições deste ano de forma independente, sem estar filiado a partido político. Agora, a determinação vale para todo o país. Na decisão, a juíza da 132ª Zona Eleitoral, em Aparecida de Goiânia, determina que o TSE, órgão responsável pelos programas das urnas eletrônica