sábado, Fevereiro 24

Brasil

Juízes são uma casta no Brasil e na Argentina, mas servidores comuns na França

Juízes são uma casta no Brasil e na Argentina, mas servidores comuns na França

Brasil, Slider
Há semanas o Brasil discute se seus magistrados têm seus rendimentos e vantagens sobredimensionados num país onde o Estado falta na hora de prover serviços básicos a seus cidadãos. O tipo de polêmica também é comum na Argentina, mas não é tão frequente em países da Europa. O EL PAÍS comparou dados básicos de como vivem os integrantes do Judiciário no exterior. Há mais debate onde a diferença entre o salário magistrado e o do cidadão comum é maior. No Brasil, o teto salarial da magistratura é mais de 15 vezes o rendimento médio mensal (2.149 reais, segundo dados do IBGE), enquanto os juízes europeus ganham cerca de quatro vezes a mais que a média salarial nacional, conforme um relatório do Conselho da Europa baseado em dados de 2014. Leia o panorama: Marcelo Bretas, defensor em causa
Nova identidade unificada estará disponível em julho

Nova identidade unificada estará disponível em julho

Brasil, Slider
O presidente Michel Temer assinou decreto nesta segunda-feira (5) para criação de um documento nacional de identificação, o DNI. Ele dispensará a utilização do título de eleitor, do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e das certidões de nascimento e de casamento. O documento digital terá validade em todo o território nacional e poderá ser obtido por meio de aplicativo gratuito em celulares e tablets, chamado "DNI". Após baixá-lo, o cidadão precisará cadastrá-lo em um TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde registrará a sua biometria e validará o novo documento. A versão piloto do novo documento começou a funcionar nesta segunda-feira (5), mas apenas para servidores do Ministério do Planejamento e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A ideia é que todos os cidadãos brasileiros t
Ovo ou filé-mignon? Auxílio-alimentação de servidores varia até 247%

Ovo ou filé-mignon? Auxílio-alimentação de servidores varia até 247%

Brasil, Slider
Quanto custa o prato de comida que você almoçou na última semana? Com o país em crise e o dinheiro cada vez mais curto, a maioria dos brasileiros tem procurado restaurantes baratos e optado, muitas vezes, pelo bom e velho PF (prato feito). Mas essas preferências podem mudar bastante, de acordo com o local de trabalho e o valor do auxílio-alimentação pago pelo empregador. Se a pessoa for servidora do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), por exemplo, terá R$ 60 para se alimentar todo dia da semana. Com esse dinheiro, o funcionário do TCDF pode bancar um prato bem servido em um self-service do Lago Sul – onde o quilo sai por R$ 56,80. Dá para colocar 600 gramas de comida, com direito à feijoada, acompanhada por suco natural e, de sobremesa, um gelatto, que é um sorvete gourmet –
Esposa de Moro critica imprensa por notícias sobre auxílio-moradia

Esposa de Moro critica imprensa por notícias sobre auxílio-moradia

Brasil, Destaque
Esposa do juiz Sergio Moro, a advogada Rosangela Wolff Moro usou as redes sociais para criticar a imprensa por conta da publicação da notícia de que o marido recebe auxílio-moradia de R$ 4.377,73 mesmo tendo imóvel próprio em Curitiba, onde atua. No Instagram, ela postou a imagem distorcida de um exemplar do jornal Folha de S. Paulo com um cacho de bananas por cima cima. Na legenda escreveu: "Imprensa... para o bem e para o mal. Separam o joio do trigo e publicam o joio". Fonte: Notícias ao Minuto
Juiz de SP recebe auxílio-moradia mesmo tendo 60 imóveis na cidade

Juiz de SP recebe auxílio-moradia mesmo tendo 60 imóveis na cidade

Brasil, Slider
Levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo revela que, dos 2.275 juízes com atuação na capital paulista, considerando Justiça estadual, federal, do trabalho e militar, 30% (680) recebem o auxílio-moradia no valor de R$ 4.378. Destes, 43% são donos de imóveis no município. O estudo foi feito com base em listagem pública do Conselho Nacional de Justiça, para o levantamento dos juízes, e informações registradas no cadastro de IPTU da prefeitura. Dentre os que recebem o auxílio e possuem imóveis na cidade, chama a atenção o caso do desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo José Antonio de Paula Santos Neto, dono de 60 imóveis na capital, parte deles em bairros nobres como Perdizes, Pacaembu, Higienópolis e Morumbi. Em entrevista à publicação, ele usou o mesmo argumento d
Ministros milionários ganham auxílio-moradia e alimentação

Ministros milionários ganham auxílio-moradia e alimentação

Brasil, Slider
Ministros com patrimônio milionário, muitos dos quais defensores do "combate a privilégios", recebem auxílio público para moradia e alimentação. Um dos casos mais emblemáticos é o do titular da pasta da Agricultura, Blairo Maggi, que em 2014 foi apontado pela revista Forbes como o segundo político mais rico do país, dono de patrimônio de R$ 3,85 bilhões. Em 2014, segundo publicação da Folha de S. Paulo, ele declarou à Justiça eleitoral ter bens no valor de R$ 143 milhões. Maggi tem um apartamento à disposição em Brasília. Ex-presidente mundial do BankBoston, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, recebeu R$ 200 milhões em consultorias entre 2015 e 2016, de acordo com o jornal. Atualmente tem de R$ 30.934 e, apenas a partir de novembro, quando se lançou como possível candidato à P
Auxílio-moradia é discutível, mas compensa falta de reajuste, diz Moro

Auxílio-moradia é discutível, mas compensa falta de reajuste, diz Moro

Brasil, Destaque
O juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba, disse que o auxílio-moradia é uma maneira de compensar a falta de reajuste salarial dos juízes federais do país. O magistrado deu a declaração após a Folha de S.Paulo revelar, nesta sexta (2), que ele recebe mensalmente R$ 4.378 de auxílio-moradia, mesmo tendo imóvel próprio em Curitiba desde 2002. Moro fez uso de decisão liminar de setembro de 2014, do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, que estendeu o benefício a todos os juízes do país. "O auxílio-moradia é pago indistintamente a todos os magistrados e, embora discutível, compensa a falta de reajuste dos vencimentos desde 1º de janeiro de 2015 e que, pela lei, deveriam ser anualmente reajustados", afirmou o magistrado ao jornal "O Globo". A fala f
Pezão nomeia como subsecretário da Seap agente ligado a políticos da Alerj

Pezão nomeia como subsecretário da Seap agente ligado a políticos da Alerj

Brasil
O agente penitenciário Rodolfo Laterça foi nomeado para o cargo de subsecretário operacional da Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro. Rodolfo é irmão do delegado Felício Laterça, indicado para assumir a superintendência da Polícia Federal, no RJ e investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). Rodolfo já foi lotado nos gabinetes dos deputados Chiquinho da Mangueira, do MDB, e Farid Abraão, do PTB. No novo cargo, Rodolfo Laterça será responsável pela segurança de todas as unidades prisionais do RJ, inclusive a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio. No local estão presos três lideranças do MDB no estado: os deputados Jorge Picciani, presidente do MDB, no RJ, além de Paulo Melo e Edson Albertassi. Rodolfo substit
De Getúlio Vargas a Cristiane Brasil, como o PTB passou do trabalhismo histórico aos ataques à Justiça do Trabalho

De Getúlio Vargas a Cristiane Brasil, como o PTB passou do trabalhismo histórico aos ataques à Justiça do Trabalho

Brasil
Há oito décadas, Getúlio Vargas liderava a consolidação do trabalhismo por meio de instituições simbólicas desta corrente ideológica como o Ministério do Trabalho e a Justiça do Trabalho, além do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), fundado em 1945. Mas o princípio de 2018 vem mostrando como, com o passar do tempo, o mesmo PTB se descolou de suas origens ideológicas. Em meados de janeiro, o presidente atual da sigla, Roberto Jefferson, defendeu ao jornal Folha de S. Paulo a extinção da Justiça do Trabalho, formada durante o Estado Novo. Jefferson classificou-a como uma "excrescência brasileira" e uma "babá de luxo". Enquanto isso, sua filha, a deputada federal pelo PTB Cristiane Brasil, fez referências à Justiça do Trabalho em um vídeo publicado nesta segunda-feira. Nele, ao lad
R$ 45 mil: Temer não faz prova de vida e está sem aposentadoria

R$ 45 mil: Temer não faz prova de vida e está sem aposentadoria

Brasil, Destaque
Em meio a uma ofensiva para popularizar e aprovar a reforma da Previdência, O presidente Michel Temer (MDB) ficou dois meses sem sua aposentadoria como procurador do estado de São Paulo por não fazer o recadastramento anual obrigatório para provar que está vivo, segundo informações da São Paulo Previdência (SPPrev) ao site EXAME. O emedebista completou 77 anos no último dia 23 de setembro. Naquele mês, ele deveria ter comparecido a qualquer agência do Banco do Brasil ou em uma das unidades de atendimento presencial da SPPRev para realizar o procedimento de prova de vida. Como o recadastramento não foi feito, o benefício foi suspenso automaticamente, mas a “situação já está sendo regularizada”, informa o órgão em nota. Servidor do estado de São Paulo aposentado desde 1999, quando t