quarta-feira, Fevereiro 21

Criança sofre queimadura e população denuncia falta de remédio na UPA

Uma menina de cinco anos de idade sofreu queimadura na maior parte do corpo quando brincava com um primo da mesma faixa etária na manhã de hoje (2). Os dois brincavam numa casinha de cachorro onde havia um colchão. A outra criança teria colocado fogo no colchão e o incêndio atingiu a menina.

A criança foi levada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) localizada na Rua Coronel Ponciano, no Parque dos Jequitibás. O Campo Grande News apurou que não havia medicamento apropriado para o atendimento emergencial.

“Que tristeza! Uma menininha de 5 anos chegou aqui com 65% do corpo queimado e aqui não tem nada, nem pomada sulfadiazina. A médica aqui está desesperada”, afirmou uma funcionária da unidade em mensagem enviada pelo Whatsapp.

O diretor da UPA, Everton Basílio Pacco Mendes, disse ao Campo Grande News que não houve falta de atendimento à criança. Sobre a falta da pomada, ele alegou que a medicação estava no Hospital da Vida, onde são atendidas pessoas com queimaduras.

“Foi solicitada a medicação e aplicada na paciente, pois Hospital da Vida e UPA pertencem à mesma fundação [Funsaud] e a distribuição de fármacos é a mesma. Por isso foi providenciada no hospital, que é nossa extensão”.

Everton Mendes disse que a criança recebeu hidratação e aguarda transferência para a Santa Casa de Campo Grande. “A vaga já foi liberada na Santa Casa, que é nossa referência para esses pacientes. Estamos aguardando a ambulância disponibilizada pela prefeitura para a remoção”, explicou.

Fonte: 94FM Dourados

Notícias Relacionadas :::