quarta-feira, Fevereiro 21

Polêmico: Veja frases de Jair Bolsonaro durante coletiva em Dourados

Foto: Guilherme Pires

A visita do deputado federal e pré-candidato a presidência da República Jair Bolsonaro foi marcada por manifestações de apoio, carreata e reunião com produtores rurais nesta quinta-feira (7/2).

Além disso, o parlamentar disparou respostas polêmicas durante a entrevista coletiva realizada no Sindicato Rural de Dourados.

Veja algumas dessas frases:

Apoio político – “Quero, mas de todo aquele que não queira colocar as mãos nos cofres públicos”.

Reforma da previdência – “Dessa maneira que está, não conta com meu apoio. Quer quebrar o trabalhador para salvar o Brasil? Vai quebrar os dois”.

Auxílio moradia – “Eu sou o mais barato em Brasília, apartamento é pequeno”, citando os tipos de auxílio existentes e o que recebe durante a sua estadia na Capital Federal.

Reintegração de posse – “Por mim nem haveria reintegração de posse. Invadiu seu apartamento, casa, fazenda…chumbo neles. Se sua casa é sagrada, a propriedade privada também”

Questão indígena – “Tem que integrar o índio para a sociedade. Ele quer dentista, médico, plantar e não ficar em reserva”.

ONG’s – “Se eu chegar lá, zero de recursos para ONG (Organização Não Governamental). Grande parte desses pilantras vão ter que trabalhar. Em relação a Funai não vira nada, vou acabar”.

Violência – “Porque os EUA são civilizados? Por que lá não tem essa politicalha de direitos humanos, histórias de audiência de custódia, gente preocupada porque a cadeia está cheia. Vai no cemitério e veja quantos inocentes estão lá, produto desses canalhas”.

Beira-mar – “Já fui elogiado até pelo Fernandinho Beira-Mar em audiência pública realizada em Brasília (DF)”, ao falar sobre honestidade.

Reforma Trabalhista – “Nos EUA não existe direito trabalhista. Quem emprega diz que o trabalhador vai ter que decidir, menos direito, mais emprego. Caso contrário não haverá mais lugar para trabalhar”.

Fonte: Dourados News

Notícias Relacionadas :::